segunda-feira, 21 de agosto de 2006

Nota Extraordinária - Saiu o disco Volume X dos INUMANOS

Não me pergunte como, mas é verdade. Saiu o tão esperado, aclamado, chorado cd - Volume X dos Inumanos. O disco tá na pista, inicialmente no Rio de Janeiro e na loja virtual do site bocada-forte.

Barraca do Rato - Camelódromo Uruguaiana
Plano B - R.Francisco Muratori, Lapa
Track's - Praça do Jóckey, Gávea
La Cucaracha - R. Teixeira de Melo 31, Ipanema
Cavídeo - Cobal, Humaitá

Loja Virtual Bocada-Forte: clique aqui

O álbum de estréia, considerado pelo próprio Aori “um resumo de suas vidas”, traz cenas de toda a vivência da dupla traduzidas em rimas improváveis que contracenam com colagens e batidas igualmente inusitadas em 13 faixas. Um disco de rap extremamente original que chega às lojas desprendido de qualquer tendência ou referência óbvia. Além dos próprios Inumanos, contribuíram para essa identidade sonora o beatmaker francês Damien Seth e o músico Pedro Garcia (Planet Hemp), além do coletivo Instituto, que masterizou Volume Dez e reforçou a frente Inumana.

“Montagem dos Inumanos” é um pancadão que abre o disco com batidas Miami bass e colagens muito bem sacadas do DJ Babão, que ao longo do disco todo mostra sua habilidade na manipulação dos discos de vinil (scratch). Guerrilheiro poético, da segunda faixa em diante Aori dispara todo seu leque de munição verbal em alvos móveis que vão de políticos e empresários do mundo da música a MCs oportunistas, mas sem o velho estigma “gangueiro”, comum entre a maioria dos grupos de rap. Um ótimo exemplo está em “Todo Errado”, em que Aori exercita seus dotes de MC de batalha e esculacha os falsos rappers dropando pérolas como “Teu hip hop é lento tipo um cágado/ Tu só pensa no movimento na noite de sábado/ E logo esse diálogo vai virar um monólogo/ Assim que eu virar as costas vai procurar um psicólogo”.

Já em “Monstros L.A.P.A.”, a dupla descreve um metafórico vale-tudo de criaturas monstruosas, na mesma pegada dos X-Men, evidenciando a influência do universo das HQs. Um exemplo é a rima que encerra o som: “Minha língua elástica, minha saliva soda cáustica/ De dia mero escriba, de noite criatura fantástica”.

A viagem pelo subterrâneo musical termina em “Pro Mundo”, com Aori e Max B.O. (mestre do improviso paulistano) incorporando os alteregos de “Tony Manero” e “Swing Maninho”, disparando seus estilos de rima do underground pro mundo e firmando a conexão Rio – São Paulo dessa nova cena hip-hop que brota na superfície.

O previsível mundo do rap clama por mudanças e isso é claramente uma tarefa Inumana.

Play List

1. Montagem Dos Inumanos - Intro
2. Carta Bomba
3. Brutal Crew
4. Todo Errado
5. Encontro Às Escuras
6. Cena Surreal
7. Polegar Opositor
8. Equipamento Precário
9. Monstros L.A.P.A.
10. De Volta Ao Cais
11. Pra Mim Chega
12. Pro Mundo
13. Seja O Líder

Texto: www.bocada-forte.com.br
www.myspace.com/inumanos
www.orkut.com/Community.aspx?cmm=216358

Por enquanto é isso...
Em breve num lugar perto de você......

Orquidea..

2 Comments:

  • salve rapa do tocae ... mó satisfaçaum em ler este post, assim como vcs tbm curto o som do INUMANOS até umas hora, e oh q nem conheço os cara hein e mto menos pago pau pra carioca ... foi a pampa o show deles nesse mês lá no sesc pompéia ... esses maluko representam bem mais do q vários medalhões do rap nacional q insistem nakele discurso d coitado (e num evoluem nem fudendo, rap gringo bom pra eles eh 2pac ... soh por Deus!), ainda bem q alguém salva a rap nacional né!!! saum pokos mas salvam ... chega d reclamar da vida ... o q liga eh evoluir e sinto isso na proposta d som desses irmaum, tenho até mó curiosidade em saber quais saum as esquisitisses q esses doidos devem ouvir ... fica entaum o salve pelo corre desse disco e a todos q evoluiram! parabéns pelo blog e a iniciativa ... valeu tocae!!!

    Edel

    By Anonymous Anônimo, at 9:28 AM  

  • ainda não ouvi...mas esse eu vou comprar certo!!!

    Bjos Vê

    =)

    By Blogger Camila.Jabuticaba, at 5:52 PM  

Postar um comentário

<< Home